sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Mais um desafio...



1- Pedem-nos para colocar uma foto nossa:

E mais um desafio chegou:

A Tulipa, desafiou e eu aceitei:

2- Escolher uma Banda/Artista: Não é fácil de fazer a escolha. A minha vai até ao Brasil, Adriana Calcanhotto.

3- Responder às questões somente com títulos da Banda/Artista escolhido:

És homem ou mulher? Maresia

Descreve-te: Clandestino

O que as pessoas acham de ti? Dona de Castelo

Como descreves o teu último relacionamento: O outro

Descreve o estado actual da tua relação: Mais Feliz

Onde querias estar agora? Cariocas

O que pensas a respeito do amor? Medo de amar

Como é a tua vida? Uns versos

O que pedirias se pudesses ter só um desejo? Devolva-me

Escreve uma frase sábia: E O Mundo não se acabou.



Vou convidar só 2 blogs mas, devem convidar 4 :

Ideias Que Me Passam Pela Cabeça

Espaço de Encontro


Um abraço.

Ler

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

domingo, 7 de dezembro de 2008

O Pequeno Grork é um Valente

(...)Este é um grork.
Os grorks são tímidos e assustam-se facilmente.
Este é um greep.
Os greeps não são tímidos e quase nunca se assustam.(...)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Natal...




Trabalho realizado por crianças
que frequentam o Pré-Escolar.

Um abraço.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

O Pequeno Grork é um Valente

O desafio...

Recebi este desafio do blog, Jardins Proibidos e achei um desafio interessante!
Então aqui vai:
O livro que está na minha mesa…:
Colasanti, Marina, “Um Espinho De Marfim e Outras Histórias” e a frase é: " Procurou nos anúncios de jornal, nas revistas especializadas, escreveu cartas."


As regras são:
1. Agarrar o livro mais próximo.
2. Abrir na página 161.
3. Procurar a 5.ª frase completa.
4. Colocar a frase no blog.
5 Não escolher a melhor frase nem o melhor livro!!! Utilizar mesmo o livro que estiver mais próximo.
6. Passar a 5 pessoas.


Vou passar o desafio simplesmente a dois blogs…

Espaço de Encontro.
À Conversa com Pais.

Um abraço e continuem…

sábado, 29 de novembro de 2008

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

folha...



Tu que envelheces!
De uma forma doce e bonita,
Verde,
Amarela,
Vermelha,
Laranja,
Castanha.
O teu cair, é suave como uma pena.
Partes, para um lugar incerto!
Deixando para trás saudades.
Que saudades, eu tenho daquele Outono!

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

coração de mãe

(...) Quando um filho
está triste,
o coração de mãe
parte-se em mil bocadinhos.(...)


Isabel Minhós Martins
Bernardo Carvalho

domingo, 9 de novembro de 2008

coração de mãe


Pequeno Azul e Pequeno Amarelo

Este é o Pequeno Azul.
Está em sua casa com a Mamã Azul e o Papá Azul.
O Pequeno Azul tem muitos amigos.
O seu melhor amigo é o Pequeno Amarelo,
que vive na casa da frente.(...)

Leo Lionni

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Pequeno Azul e Pequeno Amarelo


Chocolata

Eram cinco da tarde em ponto.
Tudo estava calmo.
Chocolata tomava o seu banho diário na lagoa
e Teófilo escutava no vento
as conversas do dia.(...)


Marisa Núñez

Ilustrações de Helga Bansch

sábado, 1 de novembro de 2008

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

A bruxa arreganhadentes

(...) Do alto da árvore,
viu a luz de uma casa ao longe.

Desceu à pressa
e disse aos irmãos:
- Aquela deve ser a casa da bruxa.

- Que disparate! -respondeu o mais velho (...).


Tina Meroto
Maurizio A. C. Quarelho

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A bruxa arreganhadentes


MALAQUIAS

Era uma vez um Rei.
Não um como o das histórias, poderosos,
imponentes.
Com mil criados para os tratar,
mil para os vestir, mil para os lavar e
mais mil ainda para os alimentar.
O Rei desta história era bem diferente.(...)

Cristina Taquelim
Ilustrações: Jorge Pereira

sábado, 11 de outubro de 2008

terça-feira, 16 de setembro de 2008

O MEU PAPÁ

O MEU PaPÁ É GRANDE!
ELE LÊ GRANDES JORNAIS
ELE TEM GRANDES SAPATOS
ELE TEM GRANDES FERRAMENTAS! (...)


Rascal . Émile Jadoul

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

XICO

O Rato da Lua chama-se Xico.
Xico Foi à Lua Porque lhe Disseram
Que Era Feita De Queijo Fresco.
Meteu-se Numa Nave Espacial e, Mal Chegou,(...)


Paula Carballeira
Blanca Barrio

Kalandraka

terça-feira, 9 de setembro de 2008

XICO


Paula Carballeira
Blanca Barrio

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

O Rato Ratinho que Vivia no Livro




Um livro só de imagens mas muito interessante para o Pré-Escolar.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Quando a Mãe Grita...


(...) O pequenito pinguim fica despedaçado quando a sua mãe lhe grita. Nesta história, cheia de ternura como a mamã pinguim junta de novo os pedaços (...)

domingo, 22 de junho de 2008

Não Quero Usar Óculos

(...) Penso como seria bom ter uns óculos que me fizessem invisível. Para todos esses dias em que me apetece olhar para dentro. Quero uns óculos para sonhar acordado durante o dia.(...)

Carla Maia de Almeida e André Letria

terça-feira, 10 de junho de 2008

sexta-feira, 6 de junho de 2008

O Casaquinho Vermelho


Reinventada por LYNN ROBERTS

Ilustrada por DAVID ROBERTS

domingo, 25 de maio de 2008

A Menina Gigante

Ana Grande era uma menina que talvez tivesse a tua idade. Que ia à escola, como tu, que brincava no recreio no recreio quando chegava a hora, que fazia os trabalhos de casa sem muita vontade, que gostava de ver televisão e que nunca ia tomar banho sem antes inventar mil e uma desculpas para não o fazer.(...)


Manuel Jorge Marmelo
Maria Miguel Marmelo

Ilustrações de Simona Traina

terça-feira, 20 de maio de 2008

domingo, 18 de maio de 2008

Anjos de pijama

(...) Meu menino negro, negro,
Menino do meu amar,
O leite de tua mãe
É branca luz ao luar.

Meu menino negro, negro,
Teu olhar negro profundo,
Meu menino negro,negro,
Anjo com asas do Mundo.(...)


Poemas de Matilde Rosa Araújo

sexta-feira, 16 de maio de 2008

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Adivinha Quanto Eu Gosto De Ti

(...) A Grande Lebre Castanha
deitou a Pequena Lebre
Castanha na caminha de folhas.
Inclinou-se
e deu-lhe um beijo
de boas-noites.(...)


Sam Mc Bratney


Um livro para todas as idades.
Para dizer a uma pessoa o quanto gostamos dela...

terça-feira, 6 de maio de 2008

Um Dois Três Maltês












Brincar com as palavras e com as rimas...

domingo, 4 de maio de 2008

domingo, 20 de abril de 2008

A Rainha Das Cores

(...)Depois, Malvida chamou o vermelho.
Vermelhooo!!
Quase a deitou ao chão.
Porém ela ordenou-lhe que se transformasse num cavalo
e desta forma cavalgaram através do seu reino.(...)

Jutta Bauer

A Rainha Das Cores


domingo, 6 de abril de 2008

O Livro do Pedro

O Livro do Pedro é um livro especial.Maria, que traz um filho dentro da barriga, conta à sua filha a história da sua infância. Uma história banal, de uma criança feliz. O que torna este livro especial é o facto de Maria ter dois pais: O Pedro e o Paulo.Este livro não pretende ser um panfleto. Pretende, ao invés, contribuir para que do imaginário infantil faça parte a diversidade dos modos de amar. E, nesse sentido, este é um livro pioneiro em Portugal. Pela primeira vez, a edição nacional de literatura para a infância contempla a diversidade das formas de parentalidade. E fá-lo sem falsos moralismos.A sua autora, Manuela Bacelar, é já conhecida do público português, nomeadamente das crianças. Ilustradora de renome, é autora de algumas das obras incontornáveis da literatura para a infância (Os Ovos Misteriosos, Tobias, O Meu Avô, O Dinossauro, Sebastião, Bernardino...), tendo ganho vários prémios nacionais e internacionais.

Apresentação: Dora Batalim

sábado, 5 de abril de 2008

O livro .i. Pedro ( Maria dos 7 aos 8)

(...) Estes são os meus pais: o Pedro e o Paulo.
Fui viver para casa deles quando era ainda muito pequenina. Não me lembro, mas contaram-me.
Eu tinha 7 anos quando o Pedro ficou sem emprego durante um ano e durante esse ano fez muitos desenhos.(...)

Manuela Bacelar

sábado, 15 de março de 2008

Baralhando Histórias

(...) - A sua Mãe chamou-a e disse-lhe:
" Olha Capuchinho Verde..."
- Não, Não, Vermelho!
- Ah sim,Vermelho.(...)
(...) A menina foi-se embora pela floresta e encontrou uma girafa.
- Que Disparate!
Encontrou um lobo, Não era uma girafa.(...)

GIANNI RODARI

Alessandro Sanna

quinta-feira, 13 de março de 2008

quarta-feira, 5 de março de 2008

LIVRO FECHADO

Era uma vez um livro. Um livro fechado. Tristemente fechado. Irremediavelmente fechado.
Nunca ninguém o abrira, nem sequer para ler as primeiras linhas da primeira página das muitas que o livro tinha para oferecer.
Quem o comprara trouxera-o para casa e, provavelmente insensível ao que o livro valia, ao que o livro continha, enfiara-o numa prateleira, ao lado de muitos outros.
Ali estava. Ali ficou.
Um dia, mais não podendo, queixou-se:
- Ninguém me leu. Ninguém me liga.
Ao lado, um colega disse:
- Desconfio que, nesta estante, haverá muitos outros como tu.
- É o teu caso? – perguntou, ansiosamente, o livro que nunca tinha sido aberto.
- Por sinal, não – esclareceu o colega, um respeitável calhamaço. – Estou todo sublinhado. Fui lido e relido. Sou um livro de estudo.
- Quem me dera essa sorte – disse outro livro ao lado, a entrar na conversa. – Por mim só me passaram os olhos, página sim, página não… Mas, enfim, já prestei para alguma coisa.
- Eu também – falou, perto deles, um livrinho estreito. - Durante muito tempo, servi de calço a uma mesa que tinha um pé mais curto.
- Isso não é trabalho para livro – estranhou o calhamaço.
- À falta de outro… - conformou-se o livro estreitinho.
Escutando os seus companheiros de estante, o livro que nunca fora aberto sentiu uma secreta inveja. Ao menos, tinham para contar, ao passo que ele…Suspirou.
Não chegou ao fim do suspiro, porque duas mãos o foram buscar ao aperto da prateleira. As mãos pegaram nele e poisaram-no sobre os joelhos.
- Tem bonecos esse livro? – perguntou a voz de uma menina, debruçada sobre o livro, ainda por abrir.
- Se tem! Muitos bonecos, muitas histórias que eu vou ler-te – disse uma voz mais grave, a quem pertenciam as mãos que escolheram o livro da estante.
Começou a folheá-lo e, enquanto lhe alisava as primeiras páginas, foi dizendo:
- Este livro tem uma história. Comprei-o no dia em que tu nasceste.
Guardei-o para ti, até hoje. È um livro muito especial.
- Lê – exigiu a voz da menina.
E o pai da menina leu. E o livro aberto deixou que o lessem, de ponta a ponta.
Às vezes, vale a pena esperar.



António Torrado

segunda-feira, 3 de março de 2008

David mete-se em sarilhos

(...) A culpa não é minha!
Foi sem querer!
Foi um acidente!
Não gosto!(...)

David Shannon

Recomendo este livro para o Pré-Escolar.

Boas leituras.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

sábado, 23 de fevereiro de 2008

Um pesadelo no meu armário

Um verdadeiro clássico da literatura para a infância, Um Pesadelo no Meu Armário de Mercer Mayer, aguardou várias décadas antes de ser editado em Portugal. Este tempo de espera não diminui o interesse por uma obra em que a componente pictórica é decisiva para a construção do universo recriado, permitindo a percepção de sentimentos, emoções, estados de espírito, além da passagem do tempo, a apropriação dos espaços e a promoção do humor, prolongando a própria dimensão verbal. A componente textual, muito breve e condensada, é completada e recriada através das imagens que incentivam a desmistificação dos medos infantis, propondo um monstro tão assustado como a criança e despertando nesta instintos protectores.

Um pesadelo no meu armário


domingo, 17 de fevereiro de 2008

A canção de Bianca

(...) Então, a pequena e frágil Bianca fez-se ao mar. Tão cheia de medo, mas tão cheia de esperança! Tão repleta de incertezas, mas tão inundada de coragem!(...)

Texto e ilustrações de Pedro Pires

domingo, 10 de fevereiro de 2008

A canção de Bianca




Texto e ilustrações de Pedro Pires
Editora: Gailivro

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

O Menino Que não Gostava de Ler

(...) Nem o pai nem a mãe gostavam de sair da cidade. A mãe tinha pavor de ratos e aranhas, e o pai era muito preguiçoso; assim, todos os seus tempos livres eram passados em casa, a ler.(...)

Susanna Tamaro
Com ilustrações de Ute Krause